Significado da Repetição dos Arcanos do Tarô

Algumas pessoas que leram o artigo Tarô: Podem as Cartas se Repetirem?, fizeram-me algumas indagações. A mais recorrente foi:

Qual o significado de haver repetição das cartas?
Bem, para quem não estuda o Tarô, é perfeitamente compreensível que talvez tenha ficado sem entender muito bem o que aconteceu.

Façamos uma analogia então. Ressalto que não sou boa em matemática, muito menos em probabilidade. Também não tenho conhecimentos sobre assuntos metafísicos, filosóficos e nada afim com isso. Mas sigamos então.

Imagine o jogo da Mega Sena – ok! Posso estar exagerando no exemplo, mas espero ao menos que compreenda -; agora imagine qual a sua chance em acertar. Certamente pensou “Ah! Minhas chances são mínimas.”
Com o Tarô seria parecido com isso. Ele é um conjunto de 78 cartas divididas entre 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores. Em minhas tiragens, utilizo o método Europeu, que consiste de um Arcano Maior e um Arcano Menor por Casa. Ficando assim:
Mago + Ás de paus

Mago + Ás de Paus – New Palladini Tarot
Mago + Ás de Paus – Golden Botticelli Tarot



Se tenho de um lado um conjunto de 22 cartas e do outro um de 56, calculem – para quem souber, claro! – qual a probabilidade de haver repetição de Arcanos exatamente na mesma Casa. Não vale ser no jogo como um todo, tem que ser na mesma posição, que foi o que aconteceu no exemplo do artigo anterior, lembrando que o método utilizado foi o Peladan, que consiste de 5 Casas.


Agora, leia abaixo o que dizia Hajo Banzhaf – um dos mais renomados especialistas em Tarô:

“Se dispusermos as cartas duas vezes seguidas para a mesma pergunta, as cartas serão as mesmas?

É bem provável que não. Com freqüência, contudo, tiram-se cartas bem parecidas, de forma que a interpretação geral acaba por ser exatamente idêntica. As cartas também podem acrescentar um aspecto novo com relação à pergunta feita. Mas se o fato de fazer duas consultas em seguida se deve unicamente à curiosidade de fazer um teste para ver se as cartas de fato ‘funcionam’, elas deixam de funcionar. O fato não depende tanto de as ‘cartas desejarem castigar-nos pela curiosidade inadmissível’, mas muito mais da atitude anterior do leitor e do consulente: só onde houver uma sintonia perfeita entre o consciente e o inconsciente é que podem ocorrer fenômenos, como previsões, através da interpretação das cartas. Se o nosso inconsciente se posicionar diante do nosso âmbito intuitivo repleto de dúvidas, esse fato perturba a harmonia, e isso diminui ou torna sem valor a qualidade de previsão das cartas.”
Ficou claro o que significa a repetição de cartas? Principalmente nas mesmas casas? É algo que ainda me deixa maravilhada. Isso significa que o Tarô não mente! Além de haver uma real integração entre consciente/inconsciente.

Eu gosto, como já mencionei no artigo anterior, jogar para mim mesma. Fazer, por exemplo, a tiragem da Mandala que serve para vermos vários aspectos de nossa vida ao mesmo tempo – mente, financeiro, lar, amores, projetos,… -, para um período determinado (3 meses); ou então, uma Cruz Céltica sobre um assunto específico, também durante um tempo determinado; ou simplesmente pedir um conselho. Vencendo os prazos, costumo refazer as tiragens. E a repetição de Arcanos tem sido algo recorrente em meus jogos. A princípio, mesmo tendo conhecimento do que Hajo Banzhaf dizia, eu pensava o motivo ser por eu mesma estar retirando as cartas. Até que aconteceu da repetição se dar pelas mãos de outra Taróloga. Aí, não tem nem o que discutir!



Referência Bibliográfica:
BANZHAF, Hajo. As Chaves do Tarô. São Paulo: Editora Pensamento. p. 14
Anúncios

Tarô: podem as Cartas se repetirem?

Texto alterado dia 07 de março de 2010.
Recomendo a leitura do artigo Significado da Repetição dos Arcanos do Tarô.


Quando preciso de orientação/resposta sobre alguma questão, jogo Tarô para mim mesma. Procuro ser o mais objetiva possível para que não cometa equívocos em minha interpretação. Embora haja quem não consiga.

Algumas vezes costumo “trocar jogos” com uma amiga também Taróloga. Quando preciso de ajuda, ela colabora comigo e vice-versa. Falamos qual o assunto de nossa indagação, fazemos a tiragem e depois passamos para a outra o resultado.

Em janeiro deste ano, eu precisava da ajuda dela. Como de costume, disse o que me afligia. O método de tiragem e a pergunta a ser feita ficou a critério dela. Um dia depois ela me mostra um dos jogos. Ela utilizou o método Peladan, composto de 5 casas:

Casa 1 – o que está a favor
Casa 2 – o que está negado
Casa 3 – o caminho
Casa 4 – o resultado
Casa 5 – síntese

O que ela não sabia, era que eu já havia feito a mesma tiragem – Peladan -, exatamente com a mesma pergunta que ela! Assim como eu não sabia que método utilizaria nem que pergunta faria! Veja bem, não houve intenção em testar o Tarô. Simplesmente ela explorou o assunto, fazendo uma pergunta que se relacionava com o mesmo de forma indireta. E para nosso espanto o que aconteceu? Dois Arcanos maiores se repetiram, nas mesmas casas!

Tentando clarear:

Eu perguntei a ela sobre assunto X. Ela, ao jogar, fez perguntas para X e para X + Y, ou seja, ela acrescentou algo à situação. Assim como eu, sete dias antes, havia feito um jogo para assunto Y.

No meu jogo na Casa 2, saiu Julgamento + 5 Ouros. No dela saiu Julgamento + 5 Copas. Percebam que o Arcano Maior é exatamente o mesmo. O Menor, embora o naipe seja diferente, a numeração é a mesma.

 



Da esquerda para a direita, baralho Radiante Rider Waite: Julgamento, 5 Ouros, 5 Copas

No meu jogo na Casa 4 saiu a Imperatriz + 6 Espadas. No dela saiu Imperatriz + Rei de Espadas + 3 Paus. Novamente, repetição do Arcano Maior e repetição do naipe do Arcano Menor.

  


Da esquerda para a direita, baralho Radiante Rider Waite: Imperatriz, 6 Espadas, Rei de Espadas, 3 Paus.

Não é recomendado, por assim dizer, que se faça a mesma pergunta várias vezes ao oráculo. Devemos aceitar e respeitar a resposta que ele nos dá. Caso aconteça, a resposta tanto pode ser a mesma embora com Arcanos diferentes, ou pode ser algo truncado, justamente pela repetição do assunto.


Aqui no caso, vemos claramente que o Tarô foi exato (literalmente) e sério em sua resposta! Assim como foi sério o nosso objetivo ao consultá-lo.

Essa experiência que eu e minha amiga Taróloga passamos serviu para nos mostrar o quão maravilhoso é o Oráculo. 

¬